Teve lugar, no dia 17 de dezembro, a apresentação pública online do projeto Literacia da Informação e pensamento crítico no Ensino Superior: combater a desinformação, com cerca de 80 participantes. Além de Sujoya Roy, Representante da Embaixada Americana, que abordou a pertinência do tema na atualidade e a relevância que tem o apoio a este tipo de projetos, contámos com a presença de Lindsay Matts-Benson (representante da ACRL), que apresentou uma comunicação acerca da Framework da ACRL no combate à desinformação.

O projeto teve origem numa candidatura submetida no passado mês de maio, pela BAD, a projetos financiados pela Embaixada Americana, dentro da prioridade definida por este patrocinador – “Alfabetização mediática e combate à desinformação: atividades que promovem a literacia da informação e o pensamento crítico, resistir à influência nociva e combater a desinformação”. Após a aprovação do mesmo, deram início as reuniões da equipa executiva, composta por Tatiana Sanches, Carlos Lopes e Maria da Luz Antunes.

Este Projeto da BAD visa corresponder às necessidades dos jovens, através dos bibliotecários das Instituições do Ensino Superior (IES) – que apoiam diariamente milhares de estudantes, professores, investigadores, bem como a comunidade envolvente –, nomeadamente na prossecução dos seus trabalhos académicos e científicos, mas também na aprendizagem ao longo da vida e na resolução de problemas do quotidiano. O principal objetivo é promover o conhecimento, fornecer estratégias de formação e práticas pedagógicas, no que diz respeito à utilização da Literacia da Informação no combate à desinformação entre os estudantes.

Desta forma pretende-se desenvolver ações diversas dirigidas a profissionais de informação e comunidades de prática para:

  • Conhecer e aplicar referenciais internacionais, como a Framework for Information Literacy for Higher Education (Association for College and Research Libraries – ACRL)
  • Promover o relacionamento profissional entre bibliotecários dos EUA e de Portugal
  • Disseminar documentos orientadores e inspirar boas práticas
  • Capacitar o público jovem no uso e na escolha criteriosa de informação e no desenvolvimento aprimoramento do pensamento crítico

Paralelamente, espera-se um amplo alcance nacional, promovendo eventos, formações e ações de sensibilização descentralizadas, onde se pretende divulgar o conhecimento sobre o tema nas diferentes regiões de Portugal, incluindo Açores e Madeira.

Prevê-se a divulgação periódica de próximas ações. Fique atento!

Similar Posts