UE
No passado dia 25 de Maio perto de 9,7 milhões de eleitores elegeram os 21 deputados portugueses para o Parlamento Europeu, numas eleições em que concorrerem 16 listas.

Neste âmbito a BAD enviou a todos os partidos candidatos um ofício alertando para as principais preocupações e problemas que afectam as bibliotecas e os arquivos europeus, solicitando também a marcação de uma reunião com o objectivo de apresentar de forma mais detalhada e objectiva os principais tópicos de âmbito europeu relacionados com bibliotecas e arquivos.

Enquanto membro do comité executivo da EBLIDA (Federação Europeia de Associações de Bibliotecas, Informação e Documentação), a BAD representa em Portugal as áreas de intervenção desta organização, atuando como agente nacional para as suas ações de âmbito europeu.

A este propósito, salientámos que as bibliotecas e os arquivos garantem o acesso gratuito a conteúdos, à informação e à cultura a todos os cidadãos europeus. No entanto, as leis atuais impedem as bibliotecas de prestar estes serviços essenciais à nossa sociedade na era digital, sobretudo no que diz respeito à disponibilização de ebooks.

A campanha da EBLIDA “The right to e-read” reafirma que os cidadãos europeus têm o direito à leitura eletrónica e devem poder beneficiar deste direito através das bibliotecas. Deve por isso ser permitido às bibliotecas disponibilizar gratuitamente aos utilizadores acesso a todos os ebooks disponíveis no mercado.

Como forma de enquadrar este tópico a BAD remeteu a todos os 16 partidos alguns documentos julgados pertinentes sobre estas temáticas e que certamente permitem um melhor conhecimento e acompanhamento do tema no contexto europeu.

 

Similar Posts