O OpenAIREplus (2ª Geração da Infraestrutura de Acesso Aberto para a Investigação na Europa) foi apresentado em Pisa no início de Dezembro. Este projeto de 30 meses, financiado pelo 7º Programa Quadro da Comissão Europeia, com participação em Portugal da Universidade do Minho através dos Serviços de Documentação, funcionará em conjunto com o projeto OpenAIRE, estendendo ainda mais a sua missão para facilitar o acesso a toda a produção científica do Espaço Europeu de Investigação em acesso aberto, interligando publicações com os dados científicos associados e com os respetivos programas de financiamento. Este projeto de grande escala reúne 41 parceiros europeus, onde estão incluídas três comunidades interdisciplinares de investigação.

O projeto OpenAIREplus pretende capitalizar os esforços bem sucedidos do OpenAIRE que está a mover-se rapidamente no processo de implementação do projeto piloto Open Access da UE para uma fase de serviço em produção, permitindo aos investigadores o depósito em repositórios de acesso aberto das publicações no âmbito de investigação financiada pelo 7º PQ e ERC. As atuais redes de repositórios serão expandidas para atrair provedores de dados de algumas áreas científicas. “A conceção participativa do OpenAIREplus guiará facilmente o investigador aos dados científicos em acesso aberto. O consórcio já experimentado abrirá o caminho para apoiar o trabalho de investigação dos cientistas europeus e para a ciência multidisciplinar“, afirmou Dr. Norbert Lossau, Coordenador Científico do OpenAIREplus e Diretor da Biblioteca da Universidade de Göttingen State, Alemanha.

Criar um serviço robusto e participativo para interligar publicações científicas com revisão por pares e os conjuntos de dados associados é o principal objetivo do OpenAIREplus. Como a comunicação científica e académica atinge várias disciplinas, o projeto terá um alcance transversal para facilitar a colaboração entre infra-estruturas de dados, fornecendo informações para os cientistas e não-cientistas, bem como aos prestadores de serviços de valor acrescentado. O projeto irá estabelecer uma infra-estrutura para agregar, melhorar e armazenar os metadados de conjuntos de dados científicos em acesso aberto. Serão implementadas estruturas técnicas inovadoras para apoiar a gestão e a interligação entre dados científicos associados.

Universidade do Minho, que através dos Serviços de Documentação, é um dos parceiros principais do OpenAIREplus. Para além de ser o ponto de contacto nacional, e o coordenador do sistema de suporte da região Sul da Europa, que inclui o Chipre, Espanha, Grécia, Itália e Malta, funções que já desempenha no projeto OpenAIRE, a Universidade do Minho passou a ser responsável pelos serviços de suporte à comunidade, coordenando a operação do sistema de helpdesk, a atualização dos conteúdos do portal e o desenvolvimento de diretrizes para provedores de dados científicos.

O acesso e depósito de publicações através do portal OpenAIRE será suportado por um serviço de helpdesk, e a estrutura colaborativa em rede do OpenAIRE será extendida para promover o conceito do desenvolvimento de publicações abertas em comunidades de utilizadores. Os secretariados nacionais em cada um dos 31 países europeus trabalharão para apoiar as necessidades dos investigadores na Europa. O projeto procurará ativamente alavancar a sua rede internacional de conexões para contribuir ao nível global para normas comuns e desenvolvimentos nas questões dos dados científicos e interoperabilidade.

Mais informações:

  • Portal: www.openaire.eu
  • Contactos:
    • Prof. Mike Hatzopoulos, Project Coordinator, National and Kapodistrian University of Athens (mike at di.uoa.gr)
    • Najla Rettberg, OpenAIREplus, Scientific Manager, Göttingen State and University Library (najla.rettberg at sub.uni-goettingen.de)
    • National Open Access Desk – Portugal: University of Minho, openaire@sdum.uminhopt

Similar Posts