Maria Vlachou*

Luís Filipe Santiago

A Acesso Cultura é uma associação cultural, sem fins lucrativos, que promove o acesso – físico, social e intelectual – aos espaços culturais e à oferta cultural. Criada em 2013, por 17 sócios fundadores, conta hoje com 103 membros, dos quais 10 institucionais.

A Acesso Cultura tem como objectivo:

  • Colocar as questões relacionadas com a acessibilidade – física, social e intelectual – no centro da reflexão e da prática do sector cultural;
  • Contribuir para a preparação técnica dos profissionais da cultura em questões de acessibilidade de forma a promover a mudança no terreno;
  • Promover o diálogo e a reflexão sobre as questões de acessibilidade em fóruns públicos;
  • Intervir publicamente sempre que o direito de acesso à cultura não seja respeitado.

As principais formas de concretização destes objectivos são:

A realização de cursos de formação (de 1 dia) que abordam vários aspectos do trabalho das organizações culturais que se relacionam com o acesso físico (p.e. Design Inclusivo, Websites e Documentos Digitais Acessíveis, Atendimento a pessoas com necessidades especiais), social e intelectual (p.e. Comunicação Acessível, Marketing Digital, Direito de Autor e Domínio Público). Existe ainda um curso de maior duração, Acessibilidade: uma visão integrada, que constitui uma introdução aos vários aspectos do conceito de acessibilidade e procura sensibilizar em relação à necessidade de haver uma coordenação efectiva entre todas as equipas que compõem uma determinada organização. O curso mais recentemente apresentado é o da Introdução às técnica de audiodescrição, que será realizado ao longo de quatro semanas e que permitirá colmatar a falta de profissionais com uma preparação básica para a prestação deste serviço.

Uma outra forma de envolver as pessoas nesta reflexão são os debates, abertos a todos os interessados em discutir as questões relacionadas com a acessibilidade. Inicialmente realizados apenas em Lisboa, hoje em dia têm lugar também no Porto, em várias cidades do Algarve e mais recentemente também em Évora. Os resumos encontram-se disponíveis no website da Acesso Cultura.

A conferência anual, realizada no mês de Outubro, procura criar um espaço de encontro para os profissionais da cultura e de reflexão conjunta. Foram até agora abordados os temas das redes sociais (2013), da arquitectura (2014) e dos projectos participativos (2015).

A Acesso Cultura tem realizado ainda diagnósticos de acessibilidade para entidades como o Teatro Nacional D. Maria II (2013 – público com mobilidade condicionada, defiiência visual e deficiência auditiva), Centro Cultural de Belém (2015 – público com mobilidade condicionada; website) e Casa Fernando Pessoa (em curso – público com mobilidade condicionada, deficiência visual e deficiência auditiva).

Com o objectivo de distinguir, divulgar e promover trabalhos que se diferenciam pelo desenvolvimento de políticas exemplares e de boas práticas na promoção do acesso à cultura em Portugal, mas também de criar exigência junto dos públicos, a Acesso Cultura constituiu em 2014 o Prémio Acesso Cultura. Em 2014, o vencedor foi o Museu da Comunidade Concelhia da Batalha (com menções honrosas para a Crinabel Teatro e o Teatro Nacional D. Maria II). Em 2015 houve três vencedores (Parques de Sintra Monte de Lua, Museu Carlos Machado e Associação Vo’Arte), correspondendo às três vertentes de acessibilidade mecionadas na missão da Acesso Cultura, e uma menção honrosa (Museu Nacional Machado de Castro). O Prémio Acesso Cultura é atribuído no mês de Junho, durante a Semana Acesso Cultura, que procura envolver as organizações culturais e o público numa reflexão em torno do que é acessibilidade e criar uma maior consciência em relação à missão e objectivos da Acesso Cultura.

No desenvolvimento da sua actividade, a Acesso Cultura conta com o trabalho “pro bono” ou voluntário de vários profissionais, associados e não associados, e também com parcerias com entidades públicas e privadas. Somos ainda parceiros em projectos promovidos por outras organizações.

Sonhamos com uma sociedade mais inclusiva, onde a diferença possa ser encarada com naturalidade e onde todos possam participar e contribuir, de acordo com os seus conhecimentos e capacidades. Acreditamos que a construção dessa sociedade mais inclusiva passa também pela cultura e é por isso que concentramos aqui os nossos esforços. Associações como a nossa tornam-se mais fortes quantos mais associados tiverem, que ajudem a passar a palavra e a promover a reflexão, a colaboração e as boas práticas.

* Maria Vlachou é Directora Executiva da Acesso Cultura e consultora em Gestão e Comunicação Cultural. Autora do blogue Musing on Culture, onde escreve sobre cultura, gestão e comunicação cultural, públicos, acesso. Foi Directora de Comunicação do São Luiz Teatro Municipal (2006-2012) e Responsável de Comunicação do Pavilhão do Conhecimento – Ciência Viva (2001-2006). Alumna do DeVos Institute of Arts Management at the Kennedy Center for the Performing Arts (Washington, 2011-2013); Mestre em Museologia pela University College London (1994); Licenciada em História e Arqueologia (Universidade de Ioannina, 1992).

Similar Posts