A BAD e a DGLAB promovem a 2ª edição do Prémio “Bibliotecas: Desenvolvimento e a Agenda 2030” com o objetivo de distinguir projetos desenvolvidos por bibliotecas públicas portuguesas em conformidade com os 17 Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas.

O Prémio “Bibliotecas: Desenvolvimento e a Agenda 2030” pretende reconhecer e valorizar publicamente o papel impulsionador das bibliotecas portuguesas enquanto estruturas fundamentais de acesso ao conhecimento e à informação e, como tal, essenciais para o cumprimento nacional para a Agenda 2030 em Portugal, incentivar as bibliotecas portuguesas a relacionar os seus projetos com os ODS, evidenciando a sua inequívoca importância para os seus públicos e estimular as bibliotecas portuguesas a alinharem os seus projetos com a Agenda 2030, evidenciando o seu contributo a nível nacional, regional, local e/ou setorial.

O Prémio “Bibliotecas: Desenvolvimento e a Agenda 2030” não tem valor pecuniário, tratando-se de uma distinção confirmada pela atribuição de um certificado.

Podem concorrer ao Prémio as bibliotecas públicas portuguesas, independentemente da sua tipologia, sendo que apenas será aceite uma candidatura por biblioteca. O Regulamento e o formulário de candidatura estão disponíveis no portal Bibliotecas para o Desenvolvimento e a Agenda 2030. As candidaturas poderão ser realizadas até ao dia 1 de julho de 2022.

Esta nova edição do prémio decorre do protocolo assinado entre BAD e a DGLAB em 2020, no âmbito da Agenda 2030 proposta em 2015 pelas Nações Unidas, e representa um esforço conjunto para contribuir para a implementação em Portugal dos 17 ODS considerando um propósito uma responsabilidade de todos.

Na primeira edição (2018) o júri decidiu premiar o projeto apresentado pela Biblioteca Municipal Eng. Jorge Bento de Condeixa “30 dias, 30 livros — A Maior Lição do Mundo: biodiversidade à nossa volta”. O júri considerou o projeto enquadrado nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável que serve como motor de difusão e divulgação dos próprios ODS ao assumir anualmente o caráter exploratório destes temas com o ensino básico e pré-escolar. Simultaneamente, promove a leitura e o acesso à informação e à educação, para grupos escolares que não possuem acesso à biblioteca escolar. Salienta-se ainda a possibilidade de esta ser uma boa abordagem para um projeto nacional para difundir os ODS de uma forma concertada!

Dada a qualidade dos restantes projetos e a forma inovadora e com impactos diretos como abordaram a temática do Prémio, o júri decidiu ainda atribuir 2 Menções Honrosas aos projetos apresentados pelas Bibliotecas Municipais de Lisboa “Biblioteca humana: não julgue o livro pela capa” e ao projeto apresentado pela Biblioteca Municipal José Saramago (Loures) “Entrelinhas: conversas, fios e contos”.

Os prémios e menções honrosas de ambas as edições serão entregues no evento comemorativo do aniversário da BAD, que se celebra a 7 de dezembro.

A BAD e a DGLAB, apelam à intervenção de todos – administração central, autarquias, associações, organizações não-governamentais, empresas e sociedade civil – para a sua divulgação e o cumprimento das metas da Agenda 2030. Assim, cabe a todos os interessados demonstrar a sua vontade de participação em torno da união de esforços para o cumprimento dos 17 novos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Similar Posts