Grupo de Trabalho de Bibliotecas Públicas (GT-BP) organiza no próximo dia 18 de novembro, em sessão online (via Zoom), o 1º Encontro de bibliotecas e leitura em ambiente prisional. Todos os leitores contam, para promover a reflexão e debater metodologias e perspetivas sobre o relacionamento das bibliotecas públicas com as bibliotecas prisionais, no sentido de disponibilizar informação e serviços de leitura para reclusos que cumprem penas de prisão.

Num contexto de justiça criminal e de detenção mais humanizada, em consonância com a Declaração Universal de Direitos Humanos das Nações Unidas, é desejável adotar processos de reabilitação, educação, e ocupação construtiva do tempo dos reclusos. A biblioteca do estabelecimento prisional é uma parte importante de todo o ambiente prisional, no seu apoio a programas educativos, recreativos e de reabilitação.

Porque todos os leitores contam, e no sentido de garantir o direito dos reclusos a ler, aprender, e aceder a informação, reunimos responsáveis pelas respetivas tutelas (DGLAB e DGRSP), coordenadores de projetos internacionais, técnicos, investigadores e bibliotecários, para analisar a situação e refletir sobre os desafios com que se confrontam os profissionais de biblioteca para disponibilizar informação e serviços de leitura a comunidades prisionais.

As bibliotecas prisionais abrem um mundo para além das grades do cárcere ao permitir que pessoas presas escolham livros e outros materiais, participem de atividades organizadas, ou simplesmente usufruam de um espaço acolhedor.

Este encontro online (via Zoom) reúne diversos testemunhos nacionais e internacionais, para promover uma reflexão sobre o papel das bibliotecas prisionais na reabilitação da população reclusa, e o contributo que as bibliotecas públicas podem ter neste processo.

Conheça o programa! As inscrições são gratuitas mas obrigatórias!

Similar Posts